• Celtech Engenharia

Conexão que não acaba




Você já tentou imaginar a vida, da forma como conhecemos hoje, sem internet? Impossível, né?! Talvez seja um exagero dizer que não faríamos nada, mas com certeza teríamos a sensação de estar vivendo em câmera lenta. A vida corporativa estaria mergulhada num tédio sem fim. E não importa se estamos falando de uma micro empresa ou de uma multinacional.


A cada ano que passa, nos tornamos mais tecnológicos, interconectados e autômatos. E para que a engrenagem da vida contemporânea possa rodar com eficiência, nós precisamos consumir mais Internet para sustentar todas as aplicações dessa comodidade. E no mundo pós pandemia, com a naturalização do home office, além dos conhecidos e-mails, telefone, aplicações financeiras, redes sociais e outras, precisamos da rede para trocar e suportar os sistemas que rodam em nuvem e fazem backup.


Dependendo ainda do ramo de atividade e do modelo de negócio, algumas empresas literalmente param quando ficam sem Internet – o que gera (além da frustração) muito prejuízo. Já não sabemos mais operar off-line.

Se você não considera o seu trabalho ou negócio muito conectado, tente lembrar da última vez que você estava escrevendo um e-mail e a internet deixou de funcionar. Lembrou?

Essa é realmente uma sensação muito desconfortável. E hoje vamos trazer aqui algumas dicas para manter a sua Internet mais estável e diminuir esse risco.


Você sabe como a internet chega até você? Bem, vamos dar aqui uma rápida explicação sobre isso. Basicamente, a operadora que você escolhe disponibiliza um cabo que chega até a sua casa, ou o seu ponto de instalação (esse cabo pode ser coaxial, UTP ou fibra óptica). Esse cabo é ligado em um modem (também fornecido pela operadora) onde é entregue um ponto de Internet (dependendo do plano que você escolher a operadora também pode entregar um roteador, firewall, wi-fi, etc). Até aí nenhuma novidade pra você, eu imagino. O que talvez você não saiba é que esse tipo de estrutura é suscetível a vários tipos de falhas que ocasionam interrupção do serviço. Muita coisa pode acontecer: problema no modem no lado da operadora ou do cliente, desconfiguração dos equipamentos (como roteadores e firewalls) e até casos mais extremos como rompimento do cabo na rede externa da operadora.


Para diminuir os transtornos causados por falhas na Internet temos três recomendações principais:


1- sempre opte por contratar link dedicado;

2- utilize dois links, um principal e outro de backup;

3- adquira equipamentos de ponta para fazer a transição do link para sua rede.


E agora você deve estar se perguntando: mas o que é link dedicado? Link dedicado é uma solução projetada para empresas que precisam manter a disponibilidade, banda e velocidade de Internet constantes e sem interrupções. Essa arquitetura é montada por meio de um caminho exclusivo entre a operadora e a empresa, por isso o nome de link dedicado. As principais vantagens dessa solução são a disponibilidade de IPs públicos exclusivos e permanentes, ou seja, enquanto o cliente estiver com contrato vigente o número do IP não será alterado, como ocorre nos links não corporativos. A conexão se torna mais estável a qualquer hora do dia, pois o link não é compartilhando com outras pessoas e empresas. O atendimento técnico passa a ser diferenciado e menor tempo para reparo garantido em contrato e menor tempo de interrupção do serviço em caso de falhas.


E o link de backup, o que seria? Também conhecido como link secundário, nada mais é que um segundo link de redundância que fica em stand by e entra em funcionamento caso o link principal falhe. E aqui vão algumas dicas importantes na hora da aquisição do link secundário: ele não precisa ter a mesma capacidade do link principal. Avalie os serviços que podem ficar sem acesso por um curto período (que não impacte sua operação) e faça um dimensionamento priorizando o custo-benefício, pois esse link ficará mais de 90% do tempo sem uso. Preferencialmente opte pela contratação de um provedor diferente do link principal.


Nesse caso é importante fazer testes periódicos para saber se o link está ativo. Você não quer descobrir que o backup está inativo justamente na hora em que você precisa dele, não é mesmo?! Seria o mesmo de manter um estepe vazio no porta-malas do carro.


Qual equipamento mais adequado? Para instalação dos links, você vai precisar de roteadores/firewalls com duas ou mais portas WAN (Wide Area Network – que são as portas de entrada do link de Internet). Na maioria desses equipamentos encontramos as configurações necessárias para implantar e gerenciar dois ou mais links de Internet. Sempre adquira equipamentos da linha corporativa, que garantem maior desempenho, melhor suporte técnico, segurança e disponibilidade. Alerta: fuja das linhas “Home Office!”


Ainda tá com dúvida? Aqui na Celtech, estamos prontos para te auxiliar a dimensionar as suas necessidades e oferecer a melhor solução de Internet pra você e a sua empresa. Entre em contato agora mesmo.




17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo