• Celtech Engenharia

Hoje vamos falar um pouco de armazenamento em nuvem.

Sua empresa está preparada para esse desafio?



Serviço em nuvem é uma nova tecnologia que permite a utilização de “espaços” em discos compartilhados na Internet. Não entendeu? Vamos explicar melhor. Certamente você já deve ter utilizado um e-mail do Google, Hotmail, Yahoo, etc. Essas ferramentas são exemplos de serviço em nuvem, pois mesmo que você apague o disco do seu computador local, basta entrar por outro equipamento e fazer o login que seus e-mails estarão lá. Esse serviço foi modernizado e atualmente é possível armazenar, editar, compartilhar e excluir arquivos, documentos, fotos, vídeos e servidores com diversas aplicações, dispensando a necessidade de armazenamento local.

O acesso é feito por meio da Internet, onde é necessário login e senha da empresa que disponibiliza o serviço, seja gratuito ou pago.

Por trás da nuvem

Disponibilizar os serviços mencionados acima em questão de segundos e de forma segura não é uma tarefa fácil. Gigantes como Google, Microsoft, Amazon, Apple, mantém milhares de servidores funcionando 24h pelo mundo para entregar o serviço contrato pelo usuário.

Os grandes Data Centers possuem serviços complexos como, redundância de equipamentos, alta disponibilidade na geração de energia - que envolvem operadoras, nobreaks, geradores e monitoramento da climatização. E ainda diversos tipos e sistemas de backup, links de Internet totalmente customizados para cada operação entre outras tecnologias que pouquíssimas empresas teriam acesso. Além disso, há ainda os serviços de licenciamento e atualização de softwares. Todo esse pacote, vem tornando cada vez mais atrativa a migração das empresas para nuvem, deixando a TI “da casa” mais leve e fácil de gerenciar – o que é também perfeitamente possível para pequenas e médias operações. Isso implica também na não necessidade de máquinas pessadas e na possibilidade de acessar o seu sitema de qualquer máquina, onde quer que você esteja.

Gostou?! Conheça os próximos passos!

Separamos 3 passos fundamentais para fazer uma migração de qualidade:

Hardware e Software:

É necessário que a equipe de TI faça um levantamento detalhado da quantidade de servidores, espaço em disco e processamento que é utilizado atualmente. Também é necessário verificar com os desenvolvedores do sistema (ERP, CRM, etc) se a aplicação é compatível com funcionamento em nuvem ou precisa de customização extra.

Infraestrutura e Segurança:

Como se trata de um serviço em nuvem, toda operação ficará “refém” da Internet, recomendamos reavaliar o tamanho da banda do link contratado, ter sempre um ou mais links redundantes e sempre optar por contratos de Internet que possuem baixo SLA, ou seja, onde o tempo de solução do problema seja baixo.

Também recomendamos uma reavaliação detalhada dos serviços de segurança, como: firewall, VPNs, acessos remotos, antivírus, etc. Como todo o sistema ficará mais exposto a Internet a vulnerabilidade aumenta.

Custos:

Como essas informações na mão podemos fazer um levantamento dos custos de migração. Embora a nuvem tenha uma gama de produtos e ferramentas, os valores para o Brasil ainda são altos, pois o cálculo básico é feito por quantidade de processadores, espaço em disco e tempo de utilização de serviço onde o preço final é sugerido em dólar convertido para real.

A Celtech acredita que a diversificação dos serviços entre nuvem e local seja um caminho para muitas empresas começarem a migrar seus sistemas. Que tal começar hoje a sua?

Entre em contato
celtech-logo-neg.png

Celtech Engenharia @2020

Políticas da empresa

Entre em contato: 11 3641-7721 ou

whatsapp-96.png

Siga a Celtech no LinkedIn

  • LinkedIn ícone social