• Celtech Engenharia

Afinal, é tudo culpa mesmo da procrastinação?!



Quando falamos em comportamento no ambiente corporativo hoje em dia, uma palavra está sempre rondando os artigos relacionados ao assunto: a procrastinação. Ela resume o famoso ciclo vicioso do: tomar um café, pegar um arquivo, dar uma olhadinha na rede social, ir ao banheiro e voltar ao café sem ter feito nada. Mas será que estamos assim tão aéreos no ambiente de trabalho por culpa exclusiva das redes sociais e da quantidade de informação que recebemos a todo instante? Um estudo nomeado como Brain On Tech parece trazer notícias mais animadoras. Ele mapeou o desempenho das máquinas e como elas afetam a produtividade das pessoas.


Os resultados trazem um alívio imenso aos profissionais que não sabem mais a que técnica de produtividade recorrer para otimizar a sua vida no trabalho. O estudo apontou que profissionais que precisam lidar com computadores ruins, lentos e cheios de bugs levam cerca de 40% mais tempo para realizar tarefas se comparado àqueles que usam um PC moderno com softwares e serviços adequados.


Se você fica estressado ao utilizar um computador ruim que demora para executar uma atividade, como abrir uma página ou rodar um aplicativo, ou fica nervoso ao esperar o computador abrir o sistema operacional e ficar pronto para você fazer suas atividades, independentemente da sua idade, você não está sozinho. Porém o estudo, realizado pela Dell Technologies, constatou que os jovens profissionais são os que mais "sofrem" ao lidar com tecnologias defasadas.

Os participantes com menos de 26 anos de idade apresentaram, em média, desempenho duas vezes menor, quando comparados às pessoas com 26 a 35 anos ao usarem recursos tecnológicos ruins. Se esse é o seu caso, a resposta para a suposta procrastinação pode estar aí. E é fato de que já havia um consenso entre os usuários de que sistemas e dispositivos lentos poderiam ser nocivos ao bem-estar, mas agora há uma comprovação científica do fato.



Como o estudo foi realizado


Os resultados do Brain On Tech são realmente surpreendentes, mas como esses dados foram coletados? A Dell e a EMOTIV desenvolveram um experimento personalizado para medir em tempo real as reações dos participantes do estudo, o que incluiu profissionais de várias idades e perfis.


A pesquisa acompanhou os entrevistados enquanto eles realizavam tarefas cognitivamente desafiadoras usando computadores bons e ruins. Para registrar dados como níveis de estresse, foco, entusiasmo e frustração, os profissionais usaram um headset especial. Para os testes, duas condições foram simuladas: uma com um “computador ruim” cheio de problemas e outra com um “computador bom” novo e de alto desempenho.


O que parece mais uma desculpa para beneficiar os funcionários também pode ser uma ótima notícia para os empregadores. O Brain On Tech também constatou que um equipamento adequado pode gerar economia de até 23 minutos por hora para os profissionais. Isso equivale a 37% (ou 15 horas) das 40 horas semanais de trabalho (mais tempo livre, mais satisfação no trabalho, maior rendimento).


Agora talvez você esteja pensando seriamente que a máquina que você usa precisa de uma atualização não é mesmo?! Então essa é a hora de entrar em contato com a Celtech. Disponibilizamos máquinas de alta tecnologia que vão tirar os seus colaboradores desse ambiente estressante e estimulá-los a serem mais felizes e produtivos. Entre em contato conosco e solicite um orçamento sem compromisso.


Fonte: https://www.tecmundo.com.br/produto/209705-notebook-lento-causa-queda-produtividade-veja-numeros.htm

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo