• Celtech Engenharia

Circuito Fechado de TV, você usa?

Atualizado: Mar 18


Foi-se o tempo do vigia que fazia ronda no pátio apitando de quando em quando. Cada vez mais tecnológico, os sistemas modernos de vigilância oferecem hoje diversas opções para o monitoramento de empresas e residências. Indispensável para gestores de TI e para o departamento de segurança de qualquer empresa, os chamados CFTV evoluíram muito desde o seu surgimento. Atualmente os conjuntos de câmeras de vigilância permitem acesso às imagens online, e claro, gravadas. Isso possibilita que você, mesmo em férias do outro lado do mundo, possa ver tudo que acontece na sua empresa em tempo real, do seu celular. Uma segurança que permite a tomada de decisão rápida em caso de sinistro.


Os sistemas básicos de CFTV são constituídos por câmeras, infraestrutura e DVR (dispositivo que grava em formato digital) - tudo muito simples e de fácil instalação. Nos DVRs ou NVRs modernos existem ferramentas gratuitas que fazem a configuração de acesso remoto das imagens por meio de tablet, smartphone ou PC. Neste artigo vamos falar um pouco sobre as câmeras utilizadas para esses sistemas.


As câmeras de monitoramento podem ser categorizadas de acordo com a arquitetura escolhida para o CFTV. Hoje vamos falar dos três tipos mais comuns: o sistema analógico (que compõem os protocolos HDCVI, HDTVI, AHD), o IP e o Wi-Fi.


Na configuração analógica, a câmera obrigatoriamente precisa de um DVR para funcionar e armazenar as imagens. Isto é: a câmera não possui memória e precisa do DVR para armazenamento do conteúdo capitado. Em geral são câmeras mais econômicas e as mais utilizadas pelas empresas.


Nas configurações IP ou Wi-Fi, as câmeras podem trabalhar de forma individual (onde o usuário acessa a própria câmera através do IP e visualiza as imagens).


O acesso individual é recomendado em pouquíssimos casos. O ideal é centralizá-las em um NVR (gravador digital de vídeo em rede).


Dentro dessas três arquiteturas ainda há um gigantesco universo de tecnologias que devem ser dimensionadas conforme cada projeto. As opções incluem o HD, Full HD, 4k, speed dome, câmeras fisheye 360° e PinHole, entre outras. As câmeras térmicas, por exemplo, fizeram muito sucesso na pandemia por permitir observar a temperatura corpórea de quem passa a sua frente – febre em shopping centers. Assim, cada um dos sistemas terá um uso mais ou menos adequado para as suas necessidades. É preciso entender bem as especificidades do seu negócio antes de optar por esse ou aquele equipamento. No próximo artigo, vamos conhecer os tipos de DVR e NVR e falar também sobre a Infraestrutura para os sistemas de CFTV. A Celtech é instaladora e revenda autorizada de sistemas Intelbras. Entre em contato com nossa equipe de atendimento e saiba mais.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo